Quinta-feira, 19 de Janeiro de 2006

Hoje...

Hoje vi-te
na imensidão dos meus pensamentos
e nos sonhos por realizar...

Hoje quero-te
como antes
como te quero mais amanhã...

Hoje és, assim,
o alento do meu viver,
da minha alma,
e a sede que me faz vencer.

publicado por soprodeanjo às 22:30
link do post | comentar | favorito
17 comentários:
De LU a 24 de Janeiro de 2006 às 21:16
Magnífico, sublime! Adorei.


De Nokinhas a 23 de Janeiro de 2006 às 18:28
Olá... adorei este poema..os outros tb sao mt bonitos... parabens!


De Juda a 22 de Janeiro de 2006 às 17:34
Gostei do poema, deixo um abraço...


De ana a 21 de Janeiro de 2006 às 20:34
Um poema que lustra muitas vezes o que nos vai na alma e no coração. A forte que nos temos quando amamos alguém e queremos ser felizes a seu lado. Que não nos desanimamos perante uma batalha perdida, à que erguer as cabeça e lutar de novo pelo amor. Boa sorte pra tua busca e felicidade beijos ana


De moolightgirl a 21 de Janeiro de 2006 às 16:46
Um poema lindissmo...que o teu alento te de sempre a força para vencer:) beijocas


De Magia a 21 de Janeiro de 2006 às 13:11
Quando nos revemos nos olhos do outro, não há porquê desistir, é uma missão que faz parte da nossa alma...Adoro estar aqui ouvindo a tua música!!!!!Encantamentos mil


De Pachi a 21 de Janeiro de 2006 às 01:17
Parabéns, por cada palavra, cada imagem, pelo sentimento!!!! Está tudo LINDO!!!! Vou voltar, de certeza!!!!


De FTIMA a 20 de Janeiro de 2006 às 20:56
Oi!
Lindo este poema, o teu blog também é óptimo. parabéns por cada poema nele contido.Bjs


De apaixonada a 20 de Janeiro de 2006 às 20:11
Erros

Há certos momentos na vida,

que erramos em tudo, e nada dá certo.

Nessas horas temos a nítida impressão de

que ninguém nos ama e que não temos nenhum

amigo.

São nesses momentos que devemos nos calar e

ficarmos sozinhos, sem percebermos,

sentimos algo estranho, algumas lágrimas

passam a rolar em nossa face.

Quando isto acontecer,não se assuste,

pois estas lágrimas estarão lavando sua alma.




Autora: Aline



De centro_da_gravidade a 20 de Janeiro de 2006 às 18:26
Quantas vezes desejamos coisas com toda a força do nosso ser, quantas vezes vivemos numa quase obcessão por algo ou por alguém, e quantas vezes por mais que estiquemos a mão nao conseguimos tocar no objecto do nosso sonho. Por piores que sejam as probabilidades, por mais negro que o futuro se apresente, mesmo quando tudo parece ter chegado ao fim nunca desistas, porque mesmo que no fim acabes vencido, saberás que tentaste. Não há nada pior que um dia olhar para trás e pensar " E se eu tivesse feito....".
Por isso faz hoje para no futuro nao teres desejado te-lo feito.
Abraço grande =)


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. O tema do Blog - Kimi o n...

. Amizade

. Silêncio respirar

. Mãe...

. Acordei

. chamar...

. Ausência de longa reflexã...

. sonhos que desesperam

. Sonho vão

. O meu sopro

.arquivos

. Abril 2012

. Janeiro 2010

. Maio 2008

. Abril 2008

. Abril 2007

. Dezembro 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

SAPO Blogs

.subscrever feeds